terça-feira, 22 de maio de 2012

Todas as crianças vão para o céu?



Essa questão como muitas outras, se torna de difícil entendimento devido às tradições e antigos ensinos que são passados para as pessoas, e com um detalhe: não condizem com a verdade. Elas ficam presas a conceber somente aquilo que de alguma forma vai ser mais "fácil" para elas, aquilo que vai satisfazer as suas expectativas relacionadas com aquilo que "acham" ser a verdade, e com isso não examinando, e se enganando, o que é um grande mal. E nisso se esquecem de Deus, pois justiça é uma palavra que só tem uma direção, ela é relacionada somente aquilo que diz respeito a "dar a Deus aquilo que lhe é de devido, o que lhe é de direito", ou o que é de Deus, que pertence somente a ele, que não está no "achar" do homem, e nem no seu "pensar", mas sim está em sua palavra, a qual ELE diz em

Jeremias 1:12: Então me disse o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir."
Sim, Deus vela sobre a palavra DELE, e de mais ninguém.
Amém.
Paulo diz em II Coríntios 13:8 "Porque nada podemos contra a verdade, porém, a favor da verdade."

Então vamos fazer o que ordenou Jesus: examinar as escrituras.
Quanto a esse assunto alguns se baseiam na seguinte passagem da bíblia:
"Então lhe trouxeram algumas crianças para que lhes impusesse as mãos, e orasse; mas os discípulos os repreenderam. Jesus, porém, disse: Deixai as crianças e não as impeçais de virem a mim, porque de tais é o reino dos céus. E, depois de lhes impor as mãos, partiu dali." (Mt 19,13-14)
1° ponto a ser visto é: quem trouxe as crianças.
2° ponto: é por que trouxeram.
3° ponto: a quem se referiu Jesus.
Examinando as escrituras, vemos que:
1° resposta: Aqueles que estavam presentes escutando Jesus e a sua pregação, ou seja, os adultos responsáveis pelas crianças.
2° Trouxeram as crianças a Jesus porque CRERAM em suas palavras.
3° Jesus se referiu EXCLUSIVAMENTE a essas crianças, que foram levadas a ele, por seus pais (os que creram).
As escrituras se completam então vamos examinar outras referencias.
Paulo deixa claro sobre a santificação das crianças em I cor 7:14."
"Porque o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificada pelo marido crente; de outro modo, os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos."
Paulo e enfático: A responsabilidade da santificação dos filhos é dos pais, ou seja, os filhos são santificados pelos pais que cumprem a vontade de Deus.

Confirmando em Deuteronômio 28:18 "Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto do teu solo, e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas."
Oseias 4:6 "O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos." ( A AFIRMATIVA É CLARA: EU ME ESQUECEREI. A PALAVRA POR SI MESMO SE EXPLICA, RAZÃO: devido a REJEIÇÃO DO CONHECIMENTO)
Compreendendo a verdade de Deus, chegamos ao entendimento que os filhos (crianças), só são santificados mediante os pais que cumprem a vontade de Deus, logo, as crianças dos incrédulos não podem ser santas, como Paulo deixa claro: “de outro modo, os vossos filhos seriam imundos”
Ai surge um detalhe: você prefere ficar com aquilo que é a verdade, ou vai torcer as escrituras, com o seu próprio "pensar", para a sua própria condenação, você escolhe, a verdade ou a mentira!
 “Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam” (Deuteronômio 5:9)
Nesse versículo de Deuteronômio, há uma afirmação sobre os filhos daqueles que aborrecem a Deus; que a iniqüidade dos pais é visitada neles, só quebrando essa sentença mediante o conhecer a Cristo: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” (Romanos 8:1)

E mediante a verdade, você condenaria Deus como injusto, ou homofóbico, cruel, ou genocida?
 Logo, existem erros graves, pois não se quer saber de analisar nada, ficam com preceitos antigos e tradições, que como disse o profeta Oséias 4:6 “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos"


Nenhum comentário:

Postar um comentário